Ensine através da natureza

brother-and-sister-walk-in-woods-1-866282-mNos dias atuais muitos filhos passam horas na frente da televisão, no computador ou jogando jogos. O mais interessante é saber que diversas doenças e transtornos estão aumentando cada dia mais em decorrência da falta de atividade física ao ar livre e contato com a natureza.

É por isso que hoje gostaríamos de deixar algumas dicas de como encontrar elementos na natureza que estão cheios de significados, principalmente espirituais, remetendo ao Criador do universo. Essas lições são maravilhosas e nunca serão esquecidas.

O arco-íris, estendendo pelo céu a sua luz, é um sinal do “concerto eterno entre Deus e toda a alma vivente”. Gênesis 9:16. E o arco-íris, em redor do trono nos Céus, é também para os filhos de Deus um sinal de Seu concerto de paz. Assim como o arco nas nuvens resulta da união da luz solar e da chuva, o arco acima do trono de Deus representa a união de Sua misericórdia e justiça. Deus diz à alma pecadora, mas arrependida: Vive; “já achei resgate”. Jó 33:24. (ver Isaías 54:9-10). (Ellen White, Educação, p. 115)

As estrelas também têm uma mensagem de bom ânimo para cada ser humano. Naquelas horas que sobrevêm a todos, nas quais desfalece o coração, e a tentação nos oprime rudemente; nas quais os obstáculos parecem insuperáveis, impossíveis de consecução os objetivos da vida, e suas lisonjeiras promessas semelhantes às maçãs de Sodoma, onde, então, se poderá encontrar ânimo e firmeza como naquela lição que Deus nos ordena aprender das estrelas em seu curso imperturbável? (ver Isaías 40:26-29; 41:10, 13). (Educação, p. 115)

A palmeira, batida pelo sol causticante e pela terrível tempestade de areia, permanece verde, florescente e frutífera no meio do deserto. Suas raízes são alimentadas por fontes vivas. Sua verde coroa é avistada ao longe sobre a planície ressequida e desolada; e o viajante, pronto a morrer, força os passos vacilantes para a sombra fresca e a vivificante água. (Educação, p. 116)

A árvore do deserto é um símbolo daquilo que é intento de Deus seja neste mundo a vida de Seus filhos. Devem guiar às fontes vivas as almas sedentas, cheias de inquietação e prontas a perecer no deserto do pecado. Devem mostrar a seus semelhantes Aquele que faz o convite: “Se alguém tem sede, venha a Mim e beba.” (João 7:37 e Educação, p. 116)

O vasto e profundo rio, que oferece caminho ao tráfego e viagens dos povos, é tido na conta de um benefício ao mundo inteiro; mas que dizer dos regatozinhos que auxiliam a formar aquele nobre rio? Se não fossem eles, o rio desapareceria. A sua própria existência depende deles. Semelhantemente, homens há que, chamados a dirigir alguma grande obra, são honrados como se o êxito fosse devido a eles, tão-somente; mas esse êxito exigiu a fiel cooperação de quase inumeráveis obreiros mais humildes, obreiros de quem o mundo nada conhece. (Educação,  p. 116, 117)

As formigas – nos ensinam lições de paciente operosidade, perseverança em superar obstáculos, providência para o futuro.(Educação,  p. 117 e Prov. 6:6)

Os pássaros – são ensinadores da suave lição da confiança. Nosso Pai celestial lhes provê alimento; mas devem eles recolhê-lo, construir o ninho e criar a prole. A cada instante se acham expostos a inimigos que procuram destruí-los. Entretanto, quão animosamente prosseguem com seu trabalho! quão repletos de alegria são os seus pequenos hinos! (Ler Mat. 6:26, Luc 12:24 e Educação,p. 117)

A águia dos Alpes é algumas vezes derribada pela tempestade nos estreitos desfiladeiros das montanhas. A esta poderosa ave das florestas rodeiam nuvens tempestuosas, cujas negras massas a separam dos píncaros batidos de sol em que ela estabeleceu o lar. Parecem infrutíferos seus esforços para escapar. Bate aqui e acolá, açoitando o ar com as fortes asas, e despertando, com seus guinchos, ecos nas montanhas. Finalmente, com uma nota de triunfo, arremessa-se para cima e, cortando as nuvens, de novo se acha na clara luz solar, com a escuridão e tempestade muito abaixo. Igualmente nos podemos achar rodeados de dificuldades, desânimo e trevas. Cercam-nos falsidade, calamidades, injustiças. Há nuvens que não podemos dissipar. Batemo-nos debalde com as circunstâncias. Há um meio de salvamento, e apenas um. Cerração e neblina cercam a terra; para além das nuvens resplandece a luz de Deus. Para a luz de Sua presença podemos ascender com as asas da fé. (Educação, p. 118)

Lírio aquático – O segredo de uma vida santa aprende-se do lírio aquático, que à tona de alguma poça viscosa, rodeado de ervas ruins e imundícies, penetra suas canaliculadas radículas nas puras areias abaixo e, dali derivando sua vida, ergue à luz as fragrantes flores, em pureza imaculada.

Muitas outra lições pode ser encontradas em cada planta, animal ou fenômeno natural. Que você possa explorar cada dia mais a natureza com seu filho e encontrar lições tão maravilhosas.

Por Rute Bazan e Juliana Oliveira

Deixe um comentário

* Campos obrigatórios. Seu endereço de email não será publicado.