Puerpério: Porque muitas mulheres ficam depressivas?

Kamila_Puerperio

Estar grávida é uma experiência única, todos esperam pela chegada do pequeno ser que você carrega em seu ventre, afinal o nascimento costuma ser um dos maiores e mais felizes eventos na vida de uma mulher. Após a chegada do tão esperado bebe, todos esperam encontrar uma mulher realizada, segura de si e acima de tudo muito feliz. Acontece que a maternidade real está bem longe do que as pessoas costumam imaginar e com isso muitas mulheres se sentem culpadas por estarem cansadas, desanimadas e com vontade de desistir, mas a boa notícia é que você não está sozinha.

Estima-se que 50% a 70% das mulheres passam por um momento de tristeza após o nascimento de seus filhos, conhecida como blues puerperal ou baby blues. Esse sentimento geralmente aparece entre o 3° e 5° dias após o nascimento e acontece por causa da queda brusca de hormônios que ocorre quando a placenta é expelida. Os sintomas são variados, mas na maioria das vezes se caracterizam por cansaço, tristeza, medo, dificuldade para dormir, irritabilidade e choro, muito choro! Isso não significa que você não tenha amor pelo seu bebe, nem tão pouco significa que você é uma mãe ruim, apenas você ainda não sabe lidar com uma alteração tão grande e repentina, afinal até pouco tempo atrás seu bebe estava na sua barriga e você apenas imaginava como seria, agora tudo é diferente.

Mas não precisa se desesperar, assim como esse sentimento veio repentinamente ele tende a ir embora sem que você faça esforço! Estima-se que esses sentimentos passem após 15 a 20 dias, porém quando os sentimentos não passam e a eles, se associam exaustão física e emocional, culpa excessiva, pensamentos de morte e suicídio e rejeição ao bebe, deve-se ficar atento a possibilidade de depressão puerperal, que acometem 10 a 15% das mulheres e podem acontecer até o primeiro ano de vida do bebe, nesses casos é necessário procurar ajuda profissional.

Um dos maiores desafios para as mulheres que estão enfrentando essa fase de tristeza no pós-parto é lidar com as pessoas ao seu redor. Muitas vezes o marido e a família não entendem o motivo da alteração comportamental da mulher, afinal o bebe está saudável, ela está bem e, na mente das pessoas, não cabe um sentimento tão negativo como a tristeza em um momento tão sublime! Por isso é necessário que todos que cercam essa mãe estejam preparados para lidar com esse momento que é fisiológico e involuntário. Se você conhece alguma mulher que está nessa situação, uma boa dica é lavar a louça, garantir a sua alimentação ou apenas ficar alguns minutos com o bebe para que ela tome um bom banho, com certeza sua ajuda será muito bem-vinda!

Assinatura_KamilaRocha

Deixe um comentário

* Campos obrigatórios. Seu endereço de email não será publicado.